MALUQUETE QUER DANÇAR

Poemas & Geometrias
Ana Karina Luna
Lua Negra Cartonera, 2019
25 poemas + 7 geometrias
52 páginas
Edição limitada: 300 exemplares
ISBN: 978-65-901822-0-3

R$40,00
(frete grátis para todo Brasil
entrega: 6 - 9 dias úteis
aceito transferência)

Comprar →

Maluquete Quer Dançar

Este é um livro cartonero, de poemas e geometrias, publicado durante a IX Bienal Internacional do Livro de Alagoas, em 2019. Maluquete Quer Dançar toca na "criança interna", o "Erê Interior", que vive no aqui-agora e clama por "aparecer-se": quer participação. Tristemente, a mentalidade racional (o patriarcado com seu pai interno severo e sério) nos confunde com a ideia de que não há mais instinto — a criança, a liberdade, o querer, o impulso, o espontâneo, o improviso, a brincadeira, o prazer, Eros — atuando em nós. Erro que pesa. (Meu guru, Ken, dizia, rindo muito, "que o mundo era um bando de bebês chorões", ou seja, mal resolvidos com seu Erê). "Maluquete" traz um pouco de curativo. Mertiolate bom, que não arde, adoça, brinca, mas aprofunda: o reencontro, com essa força vital, alegre, intuitiva, instintiva. "Maluquete Quer Dançar" não é um livro para as crianças, ao contrário, pois essa criança não passou, não passa, nem passará. Talvez, manter-se-á amordaçada, até a liberação, o reencontro, acontecer. E cada Ser que tenha o seu encontro único, com a sua.

Resenha da Profa. Dra. Izabel Brandão sobre "Maluquete Quer Dançar" →






Este livro foi feito à mão

A capa é feita de caixas de papelão recicladas. A autora, Ana Karina, escolhe, coleta, desmembra e corta as caixas à mão. Os livros são costurados um a um. Depois as capas são ilustradas, também manualmente. Cada livro vem numerado, portanto, cada um é um original. Toda a diagramação é feita pela autora assim como as geometrias que se encontram em algumas páginas do livro, e que são de uma beleza delicada. Estes livros são feitos, inteiramente, à mão, por uma mulher, em sua casa-atelier-templo. Boa leitura!

Sobre o Movimento Cartonero →

Parindo a Maluquete
livro-pilha-2
geometrias_2
geometria
costura-2
lua-negra-logo
livro-dentro-1
processo
caixas_1

Maluquete não sabe o que fazer consigo.

Cheira a beira da varanda,
onde está o sol com as plantas:
de repente — viu o Mar.

O mar está para o outro lado, eu digo.
Não vê.
Enlaçada, já, pelo biquíni — me espera, pronta.
Quer sair para encontrar.


(do livro "Maluquete Quer Dançar")